Pixel do facebook

Emitir Nota Fiscal é uma preocupação e um dever de toda empresa, seja ela grande ou pequena. Além do mais é um direito do cliente. Não dá para fazer tudo na mão, logo um sistema de integração se faz necessário para manter a coerência entre estoque, financeiro e ponto de venda.

Mesmo sentindo a necessidade de automação você pode se perder na hora de decidir qual sistema implementar. Por isso listamos a seguir as principais características de um bom sistema emissor para te ajudar na escolha.

Cálculo automático de impostos e envio de comprovante para o cliente

O bom sistema de emissão de Nota Fiscal calcula automaticamente os impostos (ICMS, ST, DIFAL, IPI, PIS, COFINS, ST e II) de acordo com parametrização prévia. Além disso, envia automaticamente o XML para a Secretaria da Fazenda Estadual (SEFAZ). Você ainda pode enviar o DANFE por e-mail ao cliente.

Poucos cliques e intuitividade na emissão de Nota Fiscal

O tempo é muito escasso para ser gasto em longas operações de sistema. Em um bom software, você não precisa informar os dados de uma venda para emissão de Nota Fiscal duas vezes. O sistema deve ser capaz de armazenar as informações de cadastro, clientes e produtos de forma automática para você. Assim, emitir Notas Fiscais levará menos de 1 minuto. E na emissão da primeira Nota Fiscal, com o Certificado Digital em mãos, você levará pouquíssimos minutos (estourando, no máximo 5) para realizar a operação.

Suporte aos principais tipos de Nota Fiscal do mercado

Mas documentos fiscais eletrônicos não são todos iguais? Não, não são. O assunto é tão vasto que o Governo Federal tem um portal só para tratar disso, portanto, é melhor ver com seu contador qual é o tipo mais indicado para seu negócio.

De qualquer forma, no bom sistema você pode emitir Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e) e Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e) para centenas cidades do país, nos principais mercados brasileiros.

Ciclo de suprimentos: desde a importação de notas do fornecedor até a saída para o cliente

Clientes acabam de fazer compras e saem com sua nota fiscal

O seu sistema emissor de Nota Fiscal deve permitir rastreabilidade do que veio do fornecedor até o que saiu nas mãos dos clientes. Isso vai te ajudar muito na hora de inventariar o estoque e fechar o mês. Acredite na gente porque vai te ajudar mesmo.

Sendo assim, verifique se o sistema que está em análise se integra com estoques e contas a pagar. Um bom sistema, ao importar as notas do fornecedor, atualiza seu estoque e fluxo de caixa.

Validação das notas também te ajudará muito. Dessa forma, todas as informações das notas devem ser validadas e assinadas com seu certificado. O sistema ainda deve controlar a aprovação e a autorização de uso.

Se mais tarde tiver qualquer dificuldade para configurar tudo isso, confira nossa publicação que te ensina por onde começar.

Suporte a certificados digitais

Certificação digital é segurança, validação e garantia. Com certeza, no ato de abertura de sua empresa você já adquiriu ou está adquirindo o seu certificado. O bom emissor assina digitalmente a Nota Fiscal com certificados digitais A1 (para emissão de notas de qualquer lugar, inclusive utilizando dispositivos móveis) e A3.

Na prática

Só a teoria já facilita muito o processo de escolha porque já te norteia com critérios. Contudo, toda teoria é melhor na prática, então veja no vídeo um sistema emissor de Nota Fiscal que atende todos esses requisitos.

Uma ajudinha às vezes cai bem, então sempre que precisar é só entrar em contato que teremos prazer em atender.